Quais são as características do concreto protendido




O concreto é um material com boa resistência à compressão, mas baixa resistência à tração. Para ser utilizado como concreto estrutural, ele deve receber armadura para resistir aos esforços de tração, pois não suportaria o próprio peso em peças fletidas, levando à ruptura. Concreto armado e concreto protendido


No concreto armado, a armadura é passiva, trabalha quando solicitada. No concreto protendido a armadura é ativa, introduzindo a força de protensão, comprimindo previamente a região que será submetida à tração decorrente das ações usuais. O aço utilizado para a armadura do protendido é de alta resistência.

Outra vantagem com a especificação de concreto protendido é a possibilidade da redução de dimensões da seção transversal, quando se associam aços de alta resistência a concretos também de maior resistência.


Concreto protendido: tipos de protensão

Normalmente, as forças de protensão são obtidas utilizando-se armaduras de protensão. Elas podem ser tracionadas antes da concretagem ou depois.

Quando é pré-tracionado, as armaduras são esticadas entre dois encontros e ficam neles ancoradas. O concreto é, então, colocado dentro das fôrmas e deve envolver as armaduras. Após atingida a resistência do concreto, as ancoragens são soltas, e assim a força é transferida para a viga, por aderência entre o aço e o concreto.


Já nos sistemas pós-tracionado, primeiramente o concreto é moldado e endurecido. Os cabos de aço são colocados no interior das bainhas e podem se deslocar após o concreto ter atingido a resistência de projeto.


Cuidados na utilização

São muitas as vantagens trazidas pelo concreto protendido, mas ele também traz algumas dificuldades. A principal é a corrosão do aço de protensão, fragilizando a seção da armadura, além de proporcionar a ruptura frágil.

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags