Quais são os critérios da escolha de fôrmas para lajes nervuradas?


Uma solução construtiva, as lajes nervuradas são aplicáveis à obras comerciais, industriais e residenciais, principalmente quando se deseja reduzir o consumo de concreto, a taxa de aço e o peso da estrutura em comparação com a laje maciça. Fôrmas de Madeira e Plásticas

Entre as soluções mais utilizadas atualmente estão as cubetas de polipropileno, recuperáveis.

Essa solução permite a instalação de dutos de ventilação, tubos hidráulicos e calhas elétricas transpassados na espessura da laje, o que é muito positivo para edifícios que precisam embutir instalações na laje e ganhar altura de pé-direito.

Além das cubetas plásticas, as lajes nervuradas podem ser produzidas com enchimento não recuperável composto por blocos cerâmicos, blocos vazados de concreto e blocos de EPS.

Como escolher Alguns fatores impactam a escolha do tipo e o dimensionamento dos moldes para lajes nervuradas.

O mercado disponibiliza desde bases de nervura de 6 cm, indicadas para construções de menor porte, até 16 cm para prédios mais altos, que precisam de um cobrimento de concreto maior.

Entre as fôrmas recuperáveis plásticas, é possível encontrar diferenças de dimensões e de índices de economia de concreto.

O projetista pode encontrar duas fôrmas de 80 x 80 x 20 cm de altura que, internamente, são muito parecidas, mas que resultam em taxas de consumo de concreto diferentes.

A escolha desse sistema construtivo e a especificação de Fôrmas, deve-se observar o TRRF (Tempo Requerido de Resistência ao Fogo) do empreendimento para determinar a largura da nervura e a espessura da capa de concreto.

Em São Paulo, por exemplo, as restrições municipais e a necessidade de atender às exigências do Corpo de Bombeiros acabam limitando o uso mais intenso das lajes nervuradas, induzindo os projetistas a preferir as lajes maciças ou outras soluções estruturais.

Boas práticas

Para determinar a largura da nervura e a espessura da capa de concreto, Deve-se observar o TRRF do empreendimento. É importante padronizar o projeto estrutural com as medidas dos produtos disponíveis no mercado. Isso porque o uso do sistema de cubetas prescinde de Fôrmas de fundo, o que significa que o posicionamento das cubetas se dá apenas sobre escoras e tábuas em uma das direções.

#lajesnervuradas #construçãocivil

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags