5 alertas sobre o escoramento de estruturas de concreto


Vitais para o desempenho das estruturas de concreto moldado, os escoramentos são responsáveis por suportar temporariamente as cargas da edificação enquanto o concreto não adquire a resistência final.

A execução bem-sucedida do conjunto - escoramento + fôrma - influencia diretamente a geometria, o acabamento e a qualidade da estrutura final.

Fique atendo à 5 alertas:

1 - Projeto de Escoramentos

O projeto executivo do escoramento deve garantir estabilidade e segurança ao determinar o melhor espaçamento de apoios e vigas em função das cargas atuantes.

O dimensionamento precisa levar em conta as cargas permanentes (peso próprio da estrutura) e as cargas variáveis (compostas por equipamentos, pessoas, mangueiras e vibradores, entre outros elementos usados na execução).

2 - Estabilidade do solo

Para garantir estabilidade aos escoramentos, estude o solo sobre o qual ele será instalado.

Em alguns casos pode haver necessidade de se projetar uma fundação profunda, ou utilizar como apoio as fundações existentes da estrutura principal.

3 - Elementos de Ligação

O dimensionamento dos escoramentos deve se atentar, ainda, ao comportamento dos elementos de ligação e dos elementos de apoio.

4 - O contraventamento

O projeto de escoramentos deve prever soluções de contraventamento, obrigatórias em pés-direitos altos, superiores a 4 m.

5 - A fluidez do concreto

O concreto depositado nas fôrmas influencia o dimensionamento dos escoramentos por três fatores principais:

• Densidade: materiais mais densos geralmente serão mais pesados, aumentando os esforços gravitacionais • Módulo de elasticidade: materiais mais flexíveis exigem maior espessura para satisfazer os limites máximos de deslocamentos definidos nas normas;

• Resistência à flexão: materiais menos resistentes devem possuir maior espessura para evitar seu rompimento.

#escoramentodeestruturasdeconcreto #estruturasdeconcreto #construçãocivil

Posts em destaque
Posts recentes