Como agir quando uma obra precisa ser ajustada


Quando ocorrem problemas de aumento de despesas para realização de um determinado serviço, ou seja, no caso dos custos previstos serem suplantados pelo custo real de execução, a primeira atitude a tomar é a identificar a causa que provoca tal consequência.

A falta de compatibilidade entre os itens a se encaixar, surge como principal motivo da imprevisibilidade, levando a uma inevitável correção no curso do presente orçamento.

Mapeie os custos adicionais

Toda e qualquer alteração de custo decorrente deverá ser registrado para emissão de relatórios e análises futuras. Caso seja possível, reserve um percentual referente às soluções não previstas para os problemas decorrentes das incompatibilidades entre os projetos.

Apesar do tempo e do custo serem itens importantíssimos, a qualidade é a maior de todas as referências que o cliente final guardará da obra, sendo esta a mais importante de todas.

Evite a perda de qualidade deve-se agir de modo proativo, trabalhando e esgotando todas as possibilidades de resoluções da incompatibilidade, não importando, nesse caso, o tempo ou os valores necessários despendidos. Adeque-se aos novos prazos

Tenha em mente que todo o tempo gasto para resolver o problema é um tempo não computado na programação inicial.

Para cada nova situação, o período gasto em cada novo contexto, como um novo projeto ou um croqui mínimo, seguido de um novo levantamento dos itens a serem acrescentados ao projeto e mais o acréscimo de mão-de-obra necessários para a nova empreitada, demandam um novo dimensionamento de tempo necessário a cada nova compatibilização.

#Obras #EngenhariaCivil #ConstruçãoCivil

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags