Boas práticas de detalhamento em concreto armado


Em um projeto estrutural, é importante que entrega de detalhamentos executivos que sejam claros e que não causem interpretações dúbias quanto ao que deve ser executado. Desenhos mal feitos e imprecisos podem causar gastos com retrabalho e atrasos na obra, além de problemas de execução que podem gerar danos catastróficos à estrutura.

O uso crescente de softwares para a criação das pranchas do projeto tem auxiliado consideravelmente os profissionais responsáveis por esta etapa do projeto, com a automatização de processos e a disponibilidade de ferramentas sofisticadas que permitem alcançar padrões elevados de acabamento.

Outras razões que geram a necessidade da adoção de um padrão adequado de desenho e de detalhamento:

- Dinâmica do mercado, com possibilidades de melhorias decorrentes do uso de softwares específicos. - Competitividade entre os profissionais do setor, exigindo que se eleve a qualidade dos serviços oferecidos.

Dois aspectos que devem ser considerados durante a elaboração de desenhos: - Elementos de desenho

Referem-se aos elementos usados para representar a situação de projeto do elemento detalhado, como textos de identificação, cotas com distâncias e dimensões, e representação do nível do elemento na estrutura. - Processo construtivo

É função do projetista conhecer as dificuldades que ocorrem no canteiro de obras e prever medidas que amenizem tais dificuldades, reduzindo a possibilidade de erros construtivos.

Além das informações das armaduras e da representação da forma do elemento de concreto que está sendo detalhado, existem outras informações que são determinantes para garantir a execução assertiva da peça. - Identificação e localização dos elementos:

Todos os elementos que são representados no desenho devem ser identificados com textos, citando-se o nome do elemento detalhado, apoios e elementos apoiados, indicação da posição do corte da seção transversal, o pavimento em que serão executados, nível em que se localiza a peça. - Dimensões:

As dimensões das peças, distâncias e demais medidas de referência são representadas com cotas, que devem ser inseridas sempre que for necessário e posicionadas de modo que não gerem sobreposição a outros elementos, e nem causem dúvida em relação ao elemento a que se referem.

Existem ainda alguns elementos que podem ser incluídos no detalhamento. É o caso das linhas de indicação de cortes, por exemplo, que auxiliam a identificar com mais facilidade a continuidade do elemento.

Outro item no detalhamento em concreto armado são as hachuras, que podem ser usadas para representar diversas situações de projeto de forma mais clara, como o desnível de lajes no pavimento, o tipo de viga (vigas convencionais, vigas invertidas, vigas inclinadas), a existência de elementos que cortam o elemento detalhado, ou simplesmente para tornar o detalhe mais rico visualmente e obter desenhos mais elegantes.

Processo construtivo

Um aspecto muito importante que deve ser levado em consideração ao projetar estruturas de concreto armado é o processo construtivo ao qual as peças serão submetidas. Informações como: a qualidade da mão de obra responsável pela execução, disponibilidade de materiais e maquinário, disposição do canteiro de obras e tantas outras situações, são de extrema relevância para a escolha adequada não somente da forma como o elemento estrutural será detalhado, mas da solução estrutural adotada. Profissionais especializados No Brasil a mão de obra da construção civil ainda pode ser considerada de baixa qualificação, o que pode comprometer a qualidade e a segurança da estrutura, caso as demandadas exijam habilidades mais específicas. Algumas soluções devem ser criteriosamente definidas pelo projetista, especialmente as armaduras definidas no detalhamento. Escolha dos insumos

Os materiais e os equipamentos disponíveis na região de execução da obra interferem desde a concepção estrutural adotada, até a montagem de cada elemento, e por isso influenciam na forma com que serão detalhados. Como exemplo, a escolha das armaduras, que é influenciada não só pela mão de obra, mas pela disponibilidade de máquinas de corte e dobra. Se as barras forem dobradas na obra e não haja equipamentos adequados, a escolha por bitolas maiores pode não ser uma boa solução, uma vez que estas são mais difíceis de serem dobradas manualmente. Aliado digital: o software

Uma recomendação é que você use um software especializado. Os softwares para projetos disponíveis no mercado contam com diversos recursos que permitem gerar detalhamentos automatizados e o ideal é que você encontre a ferramenta que melhor se adéqua às suas necessidades.

#ConcretoArmado #EngenhariaCivil

Posts em destaque
Posts recentes