Fissura: Como resolver essa patologia em paredes



As fissuras são patologias que se manifestam nas paredes de alvenaria como aberturas com até 0,5 mm. É importante analisar quais as suas principais causas, pois sempre é uma preocupação quando qualquer componente de uma edificação deixa de atender aos requisitos mínimos para os quais foi projetado.

Uma parede em alvenaria não tem função estrutural e deve resistir ao seu peso próprio e pequenas cargas de ocupação. As possíveis deformações dos elementos estruturais horizontais podem causar sobrecargas inadequadas nas alvenarias, favorecendo o aparecimento de fissuras.

Tipos de fissuras

Para buscar soluções, primeiro, é preciso identificar quais as causas de cada tipo de fissura:

Fissuras verticais: podem aparecer na espessura de argamassa vertical entre os blocos ou se desenvolver na vertical, atravessando argamassa e blocos. Suas possíveis causas são: argamassa com resistência insuficiente ou bloco e argamassa com resistência insuficiente.

Fissuras na diagonal: desenvolvem-se a partir dos vértices das aberturas de portas e janelas. As possíveis causas são vergas e contravergas insuficientes, inexistentes ou carga aplicada na alvenaria maior do que a estrutura poderia suportar.

Fissuras por recalque diferencial na fundação: aparecem predominantemente na diagonal, a partir da face do pilar que sofreu recalque de fundação. As causas prováveis se devem a escavações, construções ou vibrações vizinhas, rebaixamentos de lençol freáticos, alterações no solo, dimensionamento inadequado das fundações. Fissuras com deformação dos elementos estruturais: pode ter como causa principal a estrutura subdimensionada. A estrutura pode ter apresentado uma deformação excessiva e, ainda, carga atuante maior do que a prevista no cálculo estrutural.

Como evitar a volta da fissura


Se a fissura estiver na alvenaria – ou seja, nos blocos – ou na argamassa de assentamento, o reparo deverá ser feito nessas estruturas. Nos casos em que as fissuras aparecem nos revestimentos, é necessário avaliar se a fissura ocorre na camada de regularização, na argamassa de acabamento ou na massa corrida. É importante avaliar cada situação para garantir a durabilidade do reparo.

Se após o reparo a fissura insistir em voltar, é provável que a sua causa não foi diagnosticada corretamente.

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags