O que é concreto e quais os principais tipos utilizados na construção?


O concreto, um dos materiais mais utilizados na construção civil, é composto por uma mistura de cimento, pedras, areia, água, aditivos e sílica ativa. O concreto é classificado como estrutural e não estrutural. O primeiro é utilizado na estrutura de uma construção, oferece resistência suficiente para manter uma edificação em pé. O segundo, como por exemplo o concreto magro, é utilizado em partes não estruturais do edifício, possuindo uma menor resistência. Para ter um bom resultado, o concreto deve seguir um padrão na escolha de seus produtos: - Sempre usar cimento de boa qualidade - Usar pedra e areia limpas: sem argila, barro, materiais orgânicos e grãos que esfarelem - Umedecer as pedras quando expostas a uma grande insolação - Use água limpa e boa para beber - Use água em quantidade exata: o excesso diminui a resistência e a falta de água cria buracos na mistura - Acompanhe a mistura, o transporte, o lançamento, o adensamento e a cura do concreto

Após ser produzido, o concreto vira uma massa para ser moldada. A consistência é um dos principais fatores que influenciam o uso do produto final.Sem contar a resistência, que vai sendo adquirida à medida que o tempo passa e a mistura vai endurecendo.

Essa mistura deve ter uma boa distribuição granulométrica a fim de preencher todos os vazios, pois a porosidade tem influência na permeabilidade e na resistência das estruturas de concreto.

Principais tipos de concretos utilizados na construção civil

Existe uma variedade de materiais.É possível obter inúmeros tipos de concretos, conforme a quantidade de materiais utilizadas, alterando o método de aplicação, custo, resistência e outras características.

Concreto convencional

É o tipo de concreto mais utilizado nas obras. É aquele lançado nas fôrmas por método convencional, utilizando carrinho de mão, grua, caçamba, balde, entre outros.

O concreto convencional pode ser usinado ou feito na própria construção com ajuda de uma betoneira. É utilizado em obras civis, industriais e em peças pré-moldadas.

Concreto bombeável

Como o convencional, o concreto bombeável é muito utilizado em obras civis, além de possuir também características semelhantes e as mesmas vantagens em sua utilização. Sua diferença é a maior fluidez, justamente para que seja possível o seu bombeamento. Além de alcançar distâncias maiores em sua aplicação.

Para atingir esta fluidez, utiliza-se aditivos químicos que promovam a maior trabalhabilidade e diminui-se a granulometria do agregado graúdo.

Concreto leve

O concreto leve tem densidade menor que o convencional, devido a substituição dos agregados convencionais por agregados leves, como argila expandida, vermiculita, isopor ou EVA. Ou pela incorporação de bolhas de ar no concreto.

Dois são os tipos de concreto leve: Estrutural, em que a brita é substituída por argila expandida. O outro vem com ar incorporado, usado para preenchimentos e para vedação de paredes, painéis e divisórias. As vantagens são: redução de peso próprio e isolamento térmico e acústico.

Concreto pesado

Uma das características desse tipo de concreto é a sua alta densidade, com a utilização de agregados especiais, como a hematita, a magnetita e a barita, isso faz com que a mistura ganhe maior resistência mecânica, durabilidade e proteção contra radiações. Contrapesos de estruturas pesadas, como gasodutos, por exemplo, são suas aplicações mais frequentes.

Concreto projetado

Esse é um tipo de concreto muito utilizado no Brasil, por conta de o nosso relevo demandar muitas obras de contenção. Possui uma fluidez ainda maior que o bombeável, com aditivos que elevam sua aderência ao substrato e é aplicado com máquinas de pressão que lançam um jato de concreto projetado sobre as superfícies. Normalmente, são utilizados em encostas para evitar deslizamentos, túneis, etc

Concreto autoadensável

O concreto autoadensável tem como características a fluidez e a resistência à segregação, diferenciando-se de outros materiais que queiram imitá-lo. No concreto autoadensável, mesmo muito fluido os agregados e a pasta de cimento não segregam.

Concreto submerso

Aplicado na presença de água, como alguns tubulões, barragens, estruturas submersas no mar ou em água doce, estruturas de contenção ou em meio à lama bentonítica, como é o caso das paredes diafragma.

No ambiente marinho, ele deve estar preparado para sofrer uma série de agressões ao longo do seu tempo de vida. O uso de sílica ativa é uma saída importante para diminuir a permeabilidade do material.

Concreto pré-moldado e pré-fabricado Estrutura cujos elementos estruturais, como pilares, vigas, lajes e outros, são moldados e adquirem certo grau de resistência antes do seu posicionamento definitivo na estrutura. Já o concreto pré-fabricado, que também é definido por um material confeccionado externamente, mas de forma industrial, atende a padrões mais rigorosos de controle de qualidade.

#Concreto #EngenhariaCivil

Posts em destaque
Posts recentes