Rachaduras nas estruturas de concreto


As fendas, classificadas conforme sua espessura como fissuras, trincas ou rachaduras, são manifestações patológicas que afetam a construção civil e que podem interferir negativamente na estética, na durabilidade e, principalmente, nas características estruturais da obra.

As fissuras, normalmente, são menos graves. Normalmente, aparecem mais na superfície da peça estrutural. São estreitas e alongadas, com aberturas em torno de 0,5 mm. Muitas vezes nem são visíveis a olho nu. Geralmente não implicam problemas nas estruturas, mas podem evoluir para algo mais grave se não forem observadas com frequência. E pode ser o primeiro estágio da trinca e da rachadura. As trincas são aberturas acentuadas e profundas, de 0,5 a 1,5 mm. Podem ser visualizadas a olho nu e podem apresentar mais perigo que as fissuras, pois já ocorreu a ruptura do elemento estrutural.

As rachaduras são fendas com abertura superior a 1,5 mm, profundas e bem destacadas ao olho. Dessa forma permitem que o ar e a água penetrem no interior da peça, e é necessária muita atenção. Podem gerar corrosão da armadura ou reações químicas indesejadas no material.

Razões que podem estar relacionadas à ocorrência de fendas

  1. Comprometimento estrutural não previsto.

  2. Acomodação não prevista de elementos construtivos.

  3. Retirada antes do tempo de elementos de escoramento.

  4. Dilatação térmica.

  5. Retração do material.

  6. Infiltração.

  7. Vibrações e trepidações.

  8. Defeitos na formulação do produto e erros na aplicação.

Razões que podem estar relacionadas à ocorrência de fissuras

a) Fissuras em viga por insuficiência de armadura positiva

  1. Insuficiência de armadura longitudinal

  2. Ancoragem insuficiente da armadura positiva

  3. Sobrecargas acima do previsto no cálculo estrutural.

b) Fissura em viga por insuficiência de armadura negativa

  1. Insuficiência de armadura longitudinal

  2. Ancoragem insuficiente da armadura negativa

  3. Sobrecargas acima do previsto no calculo estrutural

c) Fissuras em laje por insuficiência de armadura positiva

  1. Insuficiência de armadura positiva

  2. Sobrecarga acima do previsto no cálculo estrutural

  3. Ancoragem insuficiente da armadura

d) Fissura em viga por cisalhamento

  1. Insuficiência de armadura transversal

  2. Concreto de baixa resistência

  3. Sobrecargas acima do previsto no cálculo estrutural

  4. Estribos mal posicionados

e) Fissuras em viga por retração do concreto

  1. Secagem prematura do concreto

  2. Contração térmica devido a diferenças de temperatura

  3. Relação água-cimento inadequada

  4. Adensamento inadequado ou concreto mal vibrado

f) Fissuras em pilar por recalque da fundação

  1. Recalque de fundação

  2. Carga superior à prevista

  3. Concreto de resistência inadequada

g) Fissuras em pilar por insuficiência de estribos

  1. Insuficiência de estribos

  2. Sobrecarga da armadura longitudinal

  3. Flambagem da armadura longitudinal

h) Fissuras em laje por sobrecarga excessiva

  1. Espessura insuficiente do concreto

  2. Sobrecarga acima do previsto no cálculo estrutural

i) Fissuras nos cantos de janelas e portas

  1. Sobrecargas não previstas

  2. Vergas e contra-vergas inexistentes ou mal executadas

Razões que podem estar relacionadas à ocorrência de trincas

a) Trincas em alvenarias de fachadas

  1. Encunhamento prematuro da alvenaria

  2. Deficiência do método de encunhamento

  3. Deformações por flexões de lajes e vigas que sustentam as paredes

b) Trincas inclinadas em fachadas

  1. Tensões de cisalhamento

Caso seja constatado fendas, fissuras e trincas em elementos estruturais como pilar, viga ou laje, ou mesmo em paredes, é importante sempre consultar um profissional qualificado.

#rachaduras #estruturasdeconcreto #EngenhariaCivil

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags