Quando realizar a Inspeção de Estruturas de Concreto?

Realizar a inspeção garante o desempenho adequado de estruturas de concreto.

Em uma obra, toda estrutura de concreto passa por inspeções antes e depois de finalizada. A vistoria é documentada e após verificada com os dados do projeto. Os resultados podem indicar se há necessidade de intervenção ou se a obra será liberada para operação. E quando realizar as inspeções em estruturas? A recomendação é que sejam realizadas Inspeções rotineiras visuais sem utilização de recursos especiais e frequentes, com o uso de ferramentas adequadas dependendo da exposição ambiental, como localização geográfica, condições de uso e idade da estrutura. Inspeções Rotineiras Na inspeção rotineira deve registrar as possíveis anomalias na estrutura e também os defeitos encontrados em análises anteriores que apresentarem evolução. Investigar a causa dos problemas e representar com imagens das condições da estrutura deve ser parte do processo de inspeção. Apesar da limitação da avaliação rotineira, é possível saber se haverá possibilidade de realizar adaptações para adequá-la às normas técnicas, entre elas a Norma Técnica Brasileira da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT NBR 16230 (Inspeção de estruturas de concreto – Qualificação e certificação de pessoal – Requisitos). A inspeção ajuda a determinar a capacidade de suportar a carga adicional e resistir a danos estruturais. Além de indicar uma possível intervenção para uma mudança no uso da estrutura. Ensaios não Destrutivos Outra técnica de inspeção muito utilizada é com Ensaios não Destrutivos, com base na intensidade e a gravidade das manifestações patológicas a partir dos exames visuais, e do conhecimento da agressividade ambiental e sobre o uso e utilização da estrutura. Essas associações são necessárias para a detecção prematura de alguns processos de deterioração. Os ensaios mais comuns são a prova de carga, ultrassom, pacometria, escloremetria, partículas magnéticas, líquido penetrante, georadar, entre outros. Ensaios Destrutivos Quando não é detectada a presença de anomalias, após os exames visuais, podemos bater na superfície e ouvir se irá retornar um som oco. Isso pode sinal de que existam espaços vazios na estrutura. Se esse som oco for identificado depois desse teste, é recomendado a inspeção detalhada e manter um monitoramento periódico. Outros ensaios que podem ser realizados são: medição do potencial eletroquímico de corrosão e a análise de massa da armadura e do concreto em determinada região. Inspeção das Armaduras A inspeção do estado das armaduras também pode ser realizada através de ensaios destrutivos. O ensaio de carbonatação é um exemplo de ensaio pouco destrutivo, preservando a armadura da estrutura de concreto armado e utilizando uma pequena área do cobrimento de concreto estrutural.Consiste na verificação de alteração do pH do concreto de cobrimento. Isto é possível pela aspersão de um indicador de pH. Podem ser verificados o estado e o diâmetro efetivo da armadura e determinar a espessura real do concreto de cobrimento. Manifestações Patológicas As manifestações patológicas são ocasionadas pela restrição tanto de manutenções periódicas, como da restrição da aplicação de técnicas adicionais de proteção das estruturas de concreto. Dentre as manifestações patológicas identificadas nas estruturas de concreto, as alterações na coloração do concreto original podem ser verificadas. Por exemplo, mancha de coloração avermelhada (que indica a corrosão da armadura de aço-carbono), mancha esbranquiçada (sinal de reações químicas no concreto) e mancha escura acinzentada (reação causada pela penetração de água). A ASOPE ENGENHARIA executa a Inspeção e Recuperação de Estruturas. Contrate um profissional altamente qualificado. Fale com a ASOPE ENGENHARIA. https://www.asope.com.br/

#EstruturasdeConcreto #ConstruçãoCivil #InspeçãodeEstruturasdeConcreto

Posts em destaque
Posts recentes
Arquivo
Procurar por tags